Você está em Noticiaki > Educação > Aprender Juros Simples e Compostos

Publicado por Tyagho Souza EM Educação | Atualizado em: 29/07/2015 às 15h14m

Aprender Juros Simples e Compostos

Quem nunca ouviu falar em juros? Esse método de cobrança é algo bastante comum na atualidade e devido a boa economia que o Brasil vive, cada vez mais, as pessoas estão procurando adquirir produtos através de empréstimos e financiamentos, essa modalidade de crédito conta sempre com alguns cálculos de juros em cima do valor emprestado ou financiado, por isso, saber um pouco mais sobre como se calcular os juros é com certeza uma das melhores formas de evitar dívidas ou pagamentos abusivos. Os juros são denominados como simples e compostos, porém muitas pessoas acreditam que a denominação de uma taxa de juros é apenas uma, quando na verdade não é, vejamos a seguir.

Juros Simples e Compostos

Juros Simples e Compostos

Qual a diferença entre Juros Simples e Compostos?

Juros Simples é um acréscimo somado ao capital inicial no final da aplicação.

Juros Compostos é um acréscimo somado ao capital inicial no fim de cada período, formando um novo capital.

Nesse caso denominamos acima os juros referentes a uma aplicação, mas no caso de dívida, a denominação também é a mesma, porém ao invés de formar um capital, forma-se uma nova dívida. Para que seja melhor o entendimento, iremos fazer uma pequena comparação utilizando cálculos.

Aprendendo Juros Simples e Compostos

Aprendendo Juros Simples e Compostos

Aprendendo Juros Simples

Exemplo de Juros Simples: Adquirimos um empréstimo no banco no valor de R$ 500 que irá cobrar 5% de juros ao mês, o combinado é que entreguemos esse valor em um mês, porém temos a carência de 3 meses para pagar, cobrando o mesmo valor de 5% em cada mês, sem cobrança adicional. Caso estejamos negociando em juros simples, ficará dessa forma o cálculo para três meses:

Se o pagamento dos R$ 500 for em apenas uma vez, o valor final à ser pago terá um acréscimo de 5% no valor referente ao juro cobrado no primeiro mês, ficando (500 * 0,05) = R$ 25. Então, o total a se pagar em apenas uma parcela do seu empréstimo será de R$ 525.

Caso opte por pagar o seu empréstimo em três vezes, o cálculo será um pouco diferente, porém, mantendo o mesmo raciocínio acima. Então primeiramente dividimos o valor emprestado em três vezes (500 / 3) = 166,66, portanto, serão três parcelas de R$ 166,66 sem acréscimo de juros. Acrescentando o juros simples, teremos as seguintes parcelas:

A 1ª, 2ª e 3ª parcelas serão compostas pelos juros, referente ao valor total do empréstimo, mais o valor da prestação:

Cálculo dos Juros: R$ 500 * 0,05 = R$ 25
Valor da 1ª Parcela: R$ 166,66 + R$ 25 = R$ 191,66
Valor da 2ª Parcela: R$ 166,66 + R$ 25 = R$ 191,66
Valor da 3ª Parcela: R$ 166,66 + R$ 25 = R$ 191,66
Total: R$ 574,98

Aprendendo Juros Compostos

Exemplo de Juros Compostos: Agora que sabe como é feito a cobrança de juros simples em um empréstimo ou financiamento, aprenda abaixo como é feita a cobraça dos juros compostos. Basicamente, o sistema é o mesmo, porém a cobrança dos juros compostos não é feita sobre o capital do empréstimo, mas sim sobre o valor acumulado, confira abaixo como fazer seguindo o exemplo anteriror:

Cálculo dos Juros: R$ 500 * 0,05 = R$ 25
Valor da 1ª Parcela: R$ 166,66 + R$ 25 = R$ 191,66

Cálculo dos Juros: (R$ 500 – R$ 166,66) = R$ 333,34 * 0,05 = R$ 16,66
Valor da 2ª Parcela: R$ 166,66 + R$ 16,66 = R$ 183,32

Cálculo dos Juros: [R$ 500 – (R$ 166,66 * 2)] = R$ 166,68 * 0,05 = R$ 8,33
Valor da 2ª Parcela: R$ 166,66 + R$ 8,33 = R$ 174,99

Total: R$ 549,97

Comparando os dois valores, vemos uma redução de R$ 25,01 entre uma opção de cobrança de juros e outra. Isso acontece porque na cobrança dos juros simples, os juros são cobrados em cima do valor emprestado, sem abatimento da dívida conforme as mesmas forem pagas, já na cobrança de juros compostos, os juros são cobrados em cima do montante, ou seja, conforme as prestações vão sendo pagas, este montante vai diminuindo, e a cobrança de juros também, já que o montante sempre será menor que o valor do capital. Se ainda tem alguma dúvida sobre juros simples e compostos, deixe-a nos comentários que tentaremos auxiliá-lo 🙂


Recomendamos também:


Encontre o que deseja:

Receba as novidades do NoticiAki em seu e-mail:

Gostou? Deixe seu comentário abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *