Você está em Noticiaki > Bem Viver > Calvície: Cura, Causas, Sinais e Tratamento

Publicado por Emily Oliveira EM Saúde | Atualizado em: 11/02/2018 às 14h53m

Calvície: Cura, Causas, Sinais e Tratamento

A calvície é um problema que afeta a maior parte dos homens, e que até hoje não existe um tratamento que previna 100% a queda dos cabelos. Dentre vários produtos que são vendidos no mercado para evitar queda de cabelo, nenhum deles garante o sucesso da queda capilar, o que pode causar frustração. Mas existem algumas dicas que podem ajudar. A primeira e mais comum de todas as dicas, é procurar um dermatologista de sua confiança, certamente ele lhe receitará alguns medicamentos, shampoos e loções que certamente ajudaram a reduzir a queda do cabelo. Vale ressaltar, que quanto mais cedo iniciar o tratamento capilar contra calvície, melhores serão as chances de resultados positivos, visto que nossa cabeça é composta por inúmeros folículos capilares, ou seja, simplesmente o fio de cabelo, que com o passar do tempo se tornam fracos, ou melhor dizendo, ficam finos, finos o bastante para não terem mais forças para crescer, causando assim, a morte do folículo. Após morrer, não há formas de ressuscitá-lo, neste caso, o tratamento caseiro contra a calvície ou até mesmo clínico, se torna um aliado para evitar a morte, ajudando a fortalecer os folículos capilares, a ponto de se manterem vivos, fortes e saudáveis.

Tratamento Calvície

Tratamento Calvície

Causas da Calvicie

As causas da calvície são na maioria das vezes, genéticas. Em determinadas pessoas, os folículos pilosos, principalmente do topo da cabeça, ficam mais sensíveis e sofrem com a ação de hormônios andrógenos, especialmente a testosterona, crescendo com menos intensidade. Além disso, há outros fatores que contribuem para a queda dos cabelos como estresse, regimes alimentares, anemias, distúrbios e o uso de cigarro, anabolizantes e álcool. Há ainda outro fator bastante importante para a saúde do folículo capilar, a vitamina D, exatamente aquela produzida pelo sol, geralmente entre 11h e 13h, bastando apenas 20 minutos de exposição ao sol neste intervalo, para que mantenha a sua taxa de vitamina D, estabilizada. Esta taxa é medida por exames de sangue, e pode ser controlada também por complexos vitamínicos, como o Pantogar Men.

Sinais da Calvicie

O problema se inicia no topo da cabeça pela linha frontal dos cabelos, acima da testa. A velocidade e o crescimento dos pelos se apresentam de forma diferente em cada lugar do corpo, com falhas perceptíveis ou entradas que indicam a calvície. A calvície ocorre pelo encurtamento da fase de crescimento e afinamento progressivo dos fios que reduz o tamanho dos folículos, deixando a raiz do cabelo cada vez mais próxima à pele da cabeça. Outro sinal bastante importante, é a queda em excesso dos cabelos, principalmente, pela manhã, quando o travesseiro pode estar cheio de fios ou também no pentear do cabelo, onde pode soltar inúmeros fios.

Tratamento da Calvicie

Vale lembrar que os tratamentos para calvície ajudam a atrasar a rarefação, ou seja, o excesso de queda, e pode aumentar o volume dos fios no couro cabeludo, além de engrossar os fios que já existem. Para isso, sempre mantenha uma vida saudável, com uma boa alimentação rica em aminoácidos e proteínas; cobre, ferro, zinco, óleo de linhaça e complexo B. Praticar exercícios físicos também ajuda a boa nutrição capilar e irrigação do couro cabeludo. Evitar o uso de bonés, chapéus ou capacetes, também ajudam e muito na manutenção dos fios de cabelos existentes, pois permitem maior índice de oxigênio.

Cura da Calvicie

A calvície é uma doença genética que não tem cura. No entanto, algumas dicas podem ajudar a prevenir a queda dos fios. Lave o seu couro cabeludo frequentemente, usando xampus adequados com fórmulas sem sal e com Ph neutro, por assim remove o sebo e a sujeira sem alterar o Ph do couro cabeludo. Por fim, massagear o couro cabeludo também ajuda na circulação. Para massagear, inicie na parte frontal da cabeça e nas têmporas, seguindo para a nuca e indo para o alto do crânio. Assim, também ajuda na absorção de loções capilares, evitando a excessiva queda capilar. Estudos importantes tem sido realizados constantemente para se chegar a cura da calvície, mas muitos deles ainda não foram testados em humanos e os que já estão disponíveis, possuem valor financeiro elevado, sendo assim, é necessário tomar uma decisão muito importante quando notar a queda dos cabelos: aceitar o novo visual mais limpo e prático, ou desembolsar um boa quantia mensalmente para manter o que ainda existe no alto da cabeça! Boa sorte!


Recomendamos também:


Encontre o que deseja:

Receba as novidades do NoticiAki em seu e-mail:

Gostou? Deixe seu comentário abaixo!

2 Comentários em Calvície: Cura, Causas, Sinais e Tratamento

  1. herivelto dos reis moreira disse:

    OH BELO, OH BELO…,Q ME PERDOE AS BELAS…, pois é, após seu nascimento, e a tu, fostes dados a classificação de masculino, e tu tens uma descendência de calvos(deficientes pilosos, carecas, mesmo), se liga, cidadão, seu futuro é de sem “telhado”, mesmo, só procure se habituar a ser mais de ttos bilhares(ou mais, CARECONI,CARECA,POUCATELHA,e etc…,digo isso, com experiencia própria, com 16 p 17 anos, entupia o ralo, fios de cabelos enroscava em meu suór, logo tenra idade, medo de ficar careca e feio, e ñ pegar ninguém, visitei tdos os PHDs,mãesepaisdecapeta,pastores(as)padres, tdos(as) “com uma receita miraculosa”, milagreiras e infaliveis, lógico, c tdo o meu fervor e valores disponíveis, acetei, topei… , e me ferrei, ñ só joguei valores ao lixo, piór, tive diversos e ttos problemas de saúde, sejam eles, dermatológicos, e afins, piór, psicol., psiq., e por aí va´, hj, tento ser, e assumir tal condição de hereditárismo, ou melhor, CARECA, SEM TELHAS, e por aí vai, lógico, sem aquele velho papo furado,”é dops carecas é q elas gostam mais, o careca é outro, em especial, se o mesmo, estiver bem LASTREADO, ou seja, com muita grana, mas mesmo assim, tem “gancho” n área…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *