Você está em NoticiAki - de Tudo um Pouco > Cancro Mole – Causas, Sintomas, Tratamento e Transmissão

Cancro Mole – Causas, Sintomas, Tratamento e Transmissão

Cancro Mole

O Cancro Mole é uma doença sexualmente transmissível, infecciosa, e não um câncer como sugere o nome cancro. A doença também é conhecida como cancróide, cavalo ou cancro venéreo, sendo mais frequente entre os homens do que mulheres, normalmente entre 20 e 30 anos de idade. O cancro mole é uma úlcera dolorosa que possui em média 3 a 50 mm. A úlcera sangra facilmente na área genital.

Cancro Mole

Cancro Mole

Causas do Cancro Mole

O cancro mole é causado pela bactéria Hemophilus ducrevi.e o seu período de contaminação varia de três dias a duas semanas. A doença inicia com feridas com pus que se tornam úmida, maiores e mais dolorosas com o tempo. Outras feridas podem aparecer ao redor desta em duas semanas depois do aparecimento da primeira. O diagnóstico da doença é realizado através de exames clínicos.

Transmissão do Cancro Mole

A doença é transmitida através de relação sexual sem proteção, seja vaginal, oral ou anal. A permanência da doença pode aumentar a probabilidade de contágio do vírus HIV. O Cancro Mole demora de um dia a duas semanas para se manifestar, aparecendo no glande do pênis, escroto ou lateral do pênis do homem, lábios menores ou maiores da vulva feminina. Normalmente nas mulheres os sintomas são menores que nos homens.

Sintomas do Cancro Mole

O cancro mole consiste em uma úlcera que surge na área genital e possui de 3 a 50 mm. A úlcera consiste em uma pequena bolha avermelhada na qual a sua base é formada por um material amarelo esverdeado purulento enquanto as bordas são irregulares, mas bem definidas sobre a pele. Na maioria dos casos, os gânglios linfáticos ficam inchados e palpáveis, podendo irromper e liberar pus na pele. É importante não confundir o cancro mole com o cancro duro ou sífilis, já que o primeiro possui essa denominação por não ser ríspido. O cancro mole se rompe com facilidade e pode sangrar. Por ser contagiosa, a úlcera pode dar espaço a outras lesões na área da virilha.

Tratamento do Cancro Mole

Para o tratamento do Cancro Mole é preciso realizar a higienização local com compressas feitas com permanganato de potássio e água boricada. Em casos de inflamações purulentas, o líquido da úlcera deve ser retirado através de cirurgias. É preciso um acompanhamento médico de três meses para certificar de que a cura foi definitiva. Além disso, são utilizados medicamentos na área infectada para combater a doença, especialmente antibióticos. Diferentemente de outras doenças sexualmente transmissíveis, o Cancro Mole tem cura definitiva e não desenvolve outras complicações.

Receba as novidades do NoticiAki em seu e-mail:

Artigos Relacionados:

Encontre o que deseja:

2 Comentários

  1. Jemesom disse:
    legal saber destas dicas, assim evitamos doenças

Gostou? Deixe seu Comentário