Você está em Noticiaki > Bem Viver > Como Fazer Hidratação da Pele no Inverno

Publicado por EM Beleza, Saúde| Atualizado em: 17/06/2015 às 23h38m

Como Fazer Hidratação da Pele no Inverno

O inverno é um dos principais causadores da desidratação e sequidão da pele, pois o clima frio e seco, acaba por desidratar a pele de todo corpo, principalmente, porque passa-se muito tempo sob a água quente do banho, e ingere-se pouco líquido. Além da desidratação e sequidão da pele, também é comum o aparecimento de pruridos e coceiras indesejadas no inverno, mesmo porque, a pele é extremamente hipersensível ao frio, contudo, a descamação natural da pele combinada entre si, acaba causando coceiras intensas, que devem ser tratadas o quanto antes, pois o risco de contaminação por bactérias ou fungos é grande. Uma das mais comuns doenças de pele desenvolvidas no inverno é a Dermatite Atópica, que é caracterizada pelo aparecimento de manchas ásperas e pruriginosas, que se não tratadas adequadamente, podem ser tornar extremamente agressivas. Outra doença comum no inverno é a Urticária, que nada mais é que uma manifestação alérgica aparente localizadamente ou generalizada pelo corpo, e pode ser caracterizada por diversos sintomas, dentre eles o surgimento de prurido intenso, pápulas, eritemas, placas e edemas.

Hidratação da Pele no Inverno

Hidratação da Pele no Inverno

Uma das principais indicações para evitar a desidratação da pele no inverno é ingestão frequente de água, já que a água auxilia na hidratação da pele e beneficia a saúde, além é claro, de bastante frutas, verduras e legumes. Evitar o consumo exagerado de alimentos gordurosos e frituras, não tomar banhos longos em águas muito quentes, evitando o uso de buchas grossas que agridam a pele. Opte pelo uso de sabonetes emolientes e suaves, e toalhas macias para se secar. O uso frequente do ar-condicionado também ajuda na desidratação da pele, já que faz com que a pele perca muita água.

Quando for fazer uso de produtos de limpeza, procure utilizar luvas de borracha e roupas de algodão embaixo das roupas de lã, afim de evitar o contato da pele com tecido sintéticos. Como no inverno o sol aquece pouco, procure aproveitar os dias de sol para estimular a hidratação natural da pele, lembrando sempre de utilizar o filtro solar, já que mesmo sendo inverno e o sol esteja frio, os raios UV podem causar queimaduras e a desidratação da pele. Aproveite também para fazer uma hidratação profunda da pele com cremes hidratantes que ajudam e trazem benefícios a pele na estação mais fria do ano.

A hidratação do rosto no inverno deve ser feita com maior frequente, já que é a parte do corpo que na maioria das vezes, fica sem proteção e totalmente exposta ao clima frio, considerando que a pele necessita da ação protetora dos lipídeos que são adquiridos a partir da hidratação perfeita e da ingestão de alimentos corretos. As mãos, quando não protegidas por luvas, são o termômetro do corpo, já que são as primeiras a estarem em contato com a temperatura ambiente, por isso, a utilização de cremes hidratantes para as mãos é vitalmente recomendada para proteção e prevenção.

Os cremes hidratantes podem ser encontrados com enorme facilidade no mercado de cosméticos, porém, é no inverno que a sua utilização torna-se maior, por isso, tenha em mente que a diversidade dos cremes hidratantes requer cuidado na sua escolha, principalmente porque, há diversos tipos de indicações, para isso, procure os cremes que são indicados para o seu tipo de pele, para que serve, para qual tipo de doença, para qual idade, entre outras informações que podem ser importantes para a sua escolha. Evite utilizar cremes gordurosos, pois o acúmulo de gordura subcutânea pode dificultar a hidratação da pele, pois bloqueia os poros, para isso, opte pelos fluídos ou séruns.

É importante também tomar muito cuidado com a contaminação por doenças contagiosas, principalmente porque, no inverno é comum que as pessoas se aglomerem mais intimamente em seu convívio social, mantendo o hábito de procurar locais quentes e aconchegantes para se abrigar, geralmente, ambientes fechados. Tais ambientes são propícios à proliferação de bactérias e fungos de doenças como sarna ou comumente conhecida como escabiose, molusco infeccioso, entre outras doenças infecciosas de carácter não dermatológico, e sim, contagioso. Tal situação ainda contribui para a piora da dermatite seborreia e atópica, já que diminui-se o cuidado com a pele do rosto, que tem os poros obstruídos e aumenta o aparecimento de cravos e espinhas.

O inverno por sua vez é uma das estações que mais requer cuidados com a pele, principalmente porque, há um grande enfoque aos protetores, por isso, recomenda-se manutenção no uso de protetor solar, cremes hidratantes e lavagem constante da pele com água limpa e corrente. Caso note alguma situação alterada ou aparente sinais de desidratação, faça uso dos cremes hidratantes, e se mesmo assim os sintomas persistirem, não hesite em procurar um dermatologista, para que seja diagnosticado o quanto antes o tipo de infecção e seja tratada o quanto antes, afim de manter a pele bonita, sedosa e hidratada.

Encontre o que deseja:

Receba as novidades do NoticiAki em seu e-mail:

Gostou? Deixe seu comentário abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *