Você está em Noticiaki > Notícias > Lote de Restituições da malha fina de 2008 à 2015

Publicado por EM Economia| Atualizado em: 01/10/2016 às 21h42m

Lote de Restituições da malha fina de 2008 à 2015

A Receita Federal do Brasil publicou no dia 8 de março em seu site oficial, a consulta do lote de restituições do Imposto de Renda 2015, ano-base 2014, bem como dos anos de 2008 à 2014, dos contribuintes que foram pegos pela temida malha fina. Os contribuintes que se enquadram nesta situação podem consultar se sua declaração foi liberada pela Receita Federal, através do site oficial que pode ser acessado por meio do endereço eletrônico www.receita.fazenda.gov.br/ConsRest/Atual.app, ou ainda pelo ReceitaFone, bastando ligar para o número 146. Em ambos os casos, sera necessário informar o número do CPF e a data de nascimento do contribuinte, além do ano em que deseja consultar.

Lote de Restituição da malha fina

Lote de Restituição da malha fina

Segundo a Receita Federal, um total de 36.510 contribuintes serão beneficiados com a restituição que deverá pagar a bagatela de R$ 110 milhões, pagos no dia 15 de março via depósito bancário na agência indicada pelo contribuinte no ato da confecção da declaração do imposto de renda. O valor a ser restituído é corrigido segundo a Selic (taxa básica de Juros), que para o ano de 2015 somou um percentual de 11,85%, enquanto que em 2008 o percentual era de 80,35%.

Após disponibilizada na agência bancária informada pelo contribuinte, a restituição permanecerá disponível por até um ano, caso não seja resgatada neste período, retorna a Receita Federal e poderá somente ser solicitada posteriormente através da Internet, utilizando-se do formulário eletrônico “Pedido de Pagamento de Restituição” disponível no eCAC através do link https://cav.receita.fazenda.gov.br/eCAC/. Caso o valor não seja creditado a conta do contribuinte, o mesmo deverá entrar em contato pessoalmente em qualquer agência do Banco do Brasil.

Caso não tenha condições de se dirigir pessoalmente, basta entrar em contato com a Central de Atendimento por meio dos telefones 4004-0001 para residentes em capitais, 0800-729-0001 para demais localidades e 0800-729-0088 exclusivo para deficientes auditivos. Caso sua declaração tenha caído na malha fina, o recomendado é que se antecipe â intimação e regularize sua situação junto a Receita Federal, consultando pela Internet as pendências existentes na declaração entregue e ainda as possíveis causas para que seu documento seja considerado irregular pela Receita Federal.

Encontre o que deseja:

Receba as novidades do NoticiAki em seu e-mail:

Gostou? Deixe seu comentário abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *