Você está em Noticiaki > Bem Viver > Sarampo – Causas, Sintomas e Tratamento

Publicado por EM Saúde| Atualizado em: 08/02/2012 às 10h56m

Sarampo – Causas, Sintomas e Tratamento

Sarampo

Tratamos por Sarampo a doença de cunho infeccioso e altamente contagiosa, cuja qual faz parte do grupo das doenças que possuem manifestação decorrente de alterações epiteliais marcantes e que acabam comprometendo vários órgãos. Vale ressaltar que o Sarampo e considerado como uma das moléstias comuns à infância mais graves, tendo em vista que complicações da doença e fatalidade ocorrem em uma escala de 3/1000 dos casos.

Sarampo

Sarampo

Causas do Sarampo

A doença se manifesta por meio da manifestação de um vírus chamado morbili vírus, sendo que o homem e o macaco são os únicos animais na face da terra que abrigam este vírus de forma natural. A disseminação do vírus acontece por meio de partículas da respiração ou pelo ar que contenha o vírus ainda vivo.

Sintomas do Sarampo

Dentre os principais sintomas que acometem os infectados por sarampo podemos citar a febre altíssima, tosse intensa, conjuntivite e as lesões epiteliais. O diagnóstico pode ser confirmado por meio do exame interno da bochecha que revela pontos branco-amarelados na região.O período de contaminação é iniciado nos 3 ou 4 dias anteriores e se estende até 4 ou 5 dias após a manifestação das lesões da pele. O tempo médio entre a contaminação e o surgimento dos sintomas, ou seja, período de encubação é de duas semanas.

Tratamento do Sarampo

Na maior parte das vezes o tratamento é voltado para a diminuição do estado febril do paciente e para o controle do agente infecioso por meio da administração de antibióticos.Em quase todos os casos o sarampo pode ser constatado através do estado clínico do paciente, sendo desnecessário exames complementares para comprovar a efetividade do diagnóstico, porém, em certos casos mais dificultosos é necessário realizar o exame de sangue para confirmar a doença por meio da presença de anticorpos no sangue.

Prevenção do Sarampo

O método preventivo da doença é altamente eficaz e é feita por meio de vacinação, as quais são administradas da seguinte forma: primeira dose com 1 ano de idade, primeiro reforço entre os 4 e 6 anos de idade e o segundo reforço ao completar os 12 anos de idade.

Encontre o que deseja:

Receba as novidades do NoticiAki em seu e-mail:

Gostou? Deixe seu comentário abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *